720 Agentes Culturais de todo o país irão participar de Pesquisa-Ação

Pesquisa-ação: Agentes Culturais Democráticos, iniciativa do Ministério da Cultura (MinC) em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), divulga os agentes culturais que irão participar das atividades do projeto. Com intuito de atender a demanda, as vagas foram aumentadas em 20%, chegando a 720 agentes de todos os Estados brasileiros, além do Distrito Federal. Vinte e três estados tiveram 100% das demandas atendidas, apenas os estados da Bahia, do Rio de Janeiro e de São Paulo, além do Distrito Federal tiveram mais inscritos que vagas disponíveis, necessitando um corte a partir dos critérios previstos na seleção.

O projeto tem o objetivo de produzir e compartilhar conhecimentos, com base no diálogo entre a pesquisa e as experiências dos agentes culturais de todo o Brasil, para estimular e aprimorar as ações culturais democráticas na atual conjuntura vivida no país. O projeto se insere nas ações de fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC) e nas políticas de formação cultural do MinC, por meio da Secretaria de Formação Cultural, Livro e Leitura (Sefli) e da Secretaria dos Comitês de Cultura (SCC), com ênfase na formação de gestores e agentes culturais que atuam em políticas públicas e com projetos da sociedade civil.

As atividades de ambientação no Moodle começam no dia 13 de maio, e a aula inaugural será no dia 16 de maio, das 18h30 às 20h. A partir daí, todas as quintas-feiras até setembro de 2024 acontecerão encontros síncronos entre os grupos. Serão 13 módulos que funcionam como eixos temáticos para os encontros de compartilhamento e troca de saberes entre pesquisadores, auxiliares de pesquisa e agentes culturais envolvidos na pesquisa-ação.

O projeto é uma realização do Ministério da Cultura (MinC) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA), por meio do Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT) do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC), em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), sendo executado administrativamente pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão (Fapex). 

Confira aqui o resultado.

Deixe uma resposta